Desenvolver Recomenda-se

O papel da consciência morfológica na consolidação do conhecimento sobre as relações entre ortografia e significado

1. Promover o desenvolvimento da consciência morfológica

É importante prever um espaço da aula para o ensino explícito da morfologia. Por exemplo: os prefixos e os sufixos podem ser abordados sistemática e explicitamente considerando os seus significados, fonologia e ortografia. O ensino de afixos, nomeadamente os de origem grega ou latina, é muito útil para a aquisição do vocabulário, em particular para desenvolver o conhecimento nas áreas científicas e técnicas, que tendem a utilizar muitas dessas palavras morfologicamente complexas.

Deve-se estimular a criança a ganhar o hábito de analisar a estrutura morfológica das palavras como forma de melhorar a leitura e a escrita dessas palavras. Por exemplo: o professor pode fazer exercícios de decomposição de palavras complexas (com vários morfemas) e explicitamente dar conta da fonologia, ortografia e semântica dos elementos constituintes dessas palavras. Inversamente, o professor pode também propor exercícios de construção de palavras a partir de vários morfemas.

O ensino da morfologia adequa-se bem a um contexto de trabalho quase que detetivesco, no qual as crianças podem ser incentivadas a encontrar a origem das palavras e a encontrar relações de “parentesco” entre os vários membros de uma família de palavras. Por exemplo: barba, barbeiro, barbear, barbicha, barbudo, barbearia, barba-azul..

É vantajoso que o ensino da morfologia possa acontecer no contexto de leituras diversas de livros (ficção e não-ficção), necessariamente adequados a cada ano de escolaridade. Igualmente importante é o exercício de escrita de palavras complexas, isoladas ou inseridas no contexto de frases e textos.


2. Monitorizar o desenvolvimento da consciência morfológica

O conhecimento morfológico pode ser avaliado informalmente prestando atenção ao vocabulário que a criança utiliza e sobretudo, no início do 1.º ciclo, verificando se a criança não tem dificuldades na flexão verbal de número, género, pessoa, tempo e grau.

Durante o 1.º ciclo o conhecimento morfológico pode ser avaliado nas provas de avaliação que acompanham o ensino progressivo da morfologia no programa. Uma grande variedade de materiais pode ser utilizada para essa avaliação, desde perguntas de escolha múltipla, atividades de decomposição, atividades de formação de novas palavras a partir de pedidos específicos, resolução de analogias, completar de frases, construção de frases, e escrita de textos com a inclusão de palavras-alvo.

Autoria: Rui Alves          Edição: Andreia Lobo

Publicação: 07.dezembro.2020

Textos Relacionados