Aprender Para Usar

Ler e escrever com a letra S

Dominar a ortografia

Estas atividades podem ser usadas como estratégias para conhecer e aplicar as regras ortográficas de correspondência entre os grafemas <s> ou <ss> e o fonema /s/, e o fonema /z/ e o grafema <s> entre vogais.

Objetivos

Programa de Português

- Escrever legivelmente com correção ortográfica
- Explicitar regras de ortografia

 Atividades

- Conhecer e aplicar as regras ortográficas de correspondência entre os grafemas <s> ou <ss> e o fonema /s/, na leitura de palavras.
- Conhecer e aplicar a regra ortográfica de correspondência entre o fonema /z/ e o grafema <s> entre vogais, na escrita de palavras.


Contexto


Material

Correspondência I - /s/ no início de palavra

- Imagens 1, 2 e 3 (anexo 11)
- Fichas de trabalho:
     - “Palavras com S” (anexo 1)
     - “Qual a frase certa” (anexo 2)

Correspondência II - /s/ no meio de palavra, entre vogais (<ss>)

- Imagens 4 e 5 (anexo 11)
- Fichas de trabalho:
     - “Palavras com ss” (anexo 3)
     - “Ditado mudo” (anexo 4)
     - “Para praticar” (anexo 5)
     - “Palavras com ss” (anexo 6)
     - Jogo: “Roleta das palavras com ss”.

 Correspondência III - /z/ no meio de palavra, <s> entre vogais 


- Imagens 6 e 7 (anexo 11)
- Fichas de trabalho:
     - “Escrevo S, mas leio Z” (anexo 7)
     - “Palavras cruzadas <s> = /z/” (anexo 8)
     - “Ditado com imagens” (anexo 9)
     - “Palavra pirata” (anexo 10)


Descarregue todos os anexos aqui.


Contextualização

Nesta sequência didática as crianças realizarão várias atividades que permitem a aquisição das regras ortográficas de correspondência entre os grafemas <s> ou <ss> e o fonema /s/, e o fonema /z/ e o grafema <s> entre vogais.

É importante ter presente que o ensino-aprendizagem é mais eficaz quando:

     - As regras são explicitadas;
     - Os professores utilizam palavras, frases ou textos em que os padrões ortográficos são salientes e repetidamente apresentados;

           Nota: o Porlex é uma ferramenta útil para a seleção de palavras

     - As atividades de leitura são combinadas com atividades de escrita.

A sequência tem um nível crescente de dificuldade. Começa com o contacto com palavras escritas através de exercícios de leitura e de análise das regularidades, prossegue com a escrita das palavras para consolidação do conhecimento ortográfico e aplicação das regras aprendidas e termina com o ditado de palavras em frases.

Note que “escrever uma palavra reforça mais a sua representação ortográfica do que lê-la. Isto acontece porque a leitura é frequentemente possível mesmo sem uma representação perfeita da palavra. É por isso importante que, além de lidas, as palavras possam ser escritas” (ver Aprendizagem da leitura e da escrita: Dominar a ortografia e as respetivas Recomendações).


O que deve observar

Deve anotar se os alunos conseguem:

     - Compreender as instruções das atividades
- Nomear as imagens que surgem nas fichas de trabalho
- Articular corretamente as palavras
- Verbalizar as regras ortográficas trabalhadas
- Aplicar as regras em exercícios de leitura e escrita que contêm as palavras a que foram expostos, mas também palavras novas onde a regra se aplica. O sucesso na aplicação do conhecimento na leitura e escrita de palavras novas põe em evidência que o aluno não se limitou a memorizar a forma escrita de determinadas palavras
     - Aplicar todas as correspondências grafema-fonema anteriormente ensinadas na leitura e escrita


Sugestões

Na seleção de palavras, frases e textos para os exercícios de leitura e escrita é fundamental garantir que só se utilizam as correspondências grafema-fonema já ensinadas.
As atividades de aplicação de regras ortográficas devem ser frequentes e intencionais.
O professor deve dar reforços positivos, elogiando o trabalho do grande grupo e individual.


Diferenciação para alunos com dificuldades

Com alunos que apresentem dificuldade no processo de escrita, o professor deve realizar um acompanhamento individual ou em pequenos grupos.
Deve ser feito um trabalho intensivo e regular (3 a 5 vezes por semana) até a aprendizagem estar consolidada.
Os alunos com mais dificuldades podem, após intervenção direta do professor, fazer par com um aluno com mais facilidade na escrita, o qual será seu tutor responsabilizando-se pelo apoio no progresso das aprendizagens.


Referência bibliográfica

- Baptista, A., Barbeiro, L. & Viana, F. L. (2011). O ensina da escrita: Dimensões gráfica e ortográfica (pp 49-104). Lisboa: Ministério da Educação.

 https://www.dge.mec.pt/sites/default/files/Basico/Documentos/ensino_escrita_net.pdf


Autoria do recurso: Anabela Marques (Professora do 1.º ciclo / Formadora PNEP)

Publicação: 19.abril.2021

Textos Relacionados