Aprender Recomenda-se

Fontes de dificuldade

Conhecimento das letras, do seu nome, som e correspondência(s) fonémica(s)

1. Promover a aprendizagem das letras

A aprendizagem do nome das letras pode ocorrer de modo informal antes da entrada para a escola. Em ambientes letrados, os livros e inúmeros outros materiais impressos estão tão facilmente acessíveis que se podia supor que bastaria o adulto dirigir a curiosidade da criança para esses materiais. Mas, como se compreende, não basta o contacto com o impresso. Uma criança fechada numa biblioteca não aprende a ler. É necessário que o adulto ensine à criança o nome das letras que vão sendo encontradas. Tal como faz quando a criança encontra um qualquer outro objeto que nunca viu antes. 

Atualmente, estão acessíveis inúmeros materiais didáticos e jogos que destacam e permitem manipular as letras, desde letras de plástico a ímanes e a videojogos, materiais que facilmente tornam a aprendizagem das letras numa atividade lúdica. Importante é que as atividades realizadas com esses materiais possam ser mediadas por adultos que, além de ensinarem, possam criar um contexto afetivo positivo, que desde cedo torne o contacto com a literacia uma experiência positiva e significativa.               


2. Monitorizar o conhecimento das letras

A monitorização do conhecimento do nome das letras é um bom preditor do sucesso na aprendizagem da leitura. Neste caso, a avaliação é relativamente simples, basta ter à mão um alfabeto. Se os pais podem facilmente averiguar o conhecimento do nome das letras, já a avaliação do conhecimento sistemático dos seus sons e das correspondências grafemas-fonemas é, por norma, apenas acessível aos educadores. Além de saber que letras a criança conhece é importante que os professores possam, durante o primeiro ano de escolaridade, avaliar regularmente se a criança conhece os sons das letras e se vai dominando as correspondências entre grafemas e fonemas que são progressivamente ensinadas, tanto no sentido da leitura, como no sentido da escrita.

Autoria: Rui Alves          Edição: Andreia Lobo

Publicação: 22.setembro.2020

Recursos

Textos Relacionados