Aprender Recomenda-se

Fontes de dificuldade

Características fonológicas da língua

1. Promover o desenvolvimento fonológico

Em idade pré-escolar, um aspeto importante do desenvolvimento fonológico em português é ser capaz de dominar as estruturas silábicas mais complexas. Quer a nível percetivo (por exemplo, não confundir “arde” com “adro” ou “troço” com “torso”), quer a nível da produção (ser capaz de articular corretamente sílabas CVC, como em “corvo” ou “vulcão”, ou CCV, como em “cravo” ou “pluma”).

Para favorecer este desenvolvimento, vários meios podem ser úteis:

     - contar histórias com linguagem adequada ao nível etário, mas não excessivamente simples, com alguma riqueza vocabular; esta atividade permitirá aumentar o vocabulário e consequentemente a familiarização com uma variedade de estruturas silábicas importantes para o português;
     - explorar a expressividade da fala e a dicção cuidada através de jogos de dramatização com personagens que falam com diferentes estilos. Por exemplo, um rei que é muito petulante e fala separando muito bem todas as sílabas; um poeta que declama, sonhador, salientando o /r/ de “carta”, o /l/ de “longe”; um agricultor que gosta tanto dos seus produtos que, ao vendê-los, pronuncia os nomes com muito cerimónia, como, por exemplo, “er-vi-lhas”, “es-pi-na-fres”; e outros, conforme o nível de desenvolvimento das crianças e as suas necessidades.


2. Monitorizar o desenvolvimento fonológico

Para monitorizar o desenvolvimento fonológico pode recorrer-se às seguintes atividades:

     - tarefas de emparelhamento palavra - imagem, com palavras contendo várias estruturas silábicas, umas mais curtas e outras mais longas. A criança escolhe, marcando, de entre três ou quatro imagens alternativas que lhe são apresentadas numa folha, aquela que corresponde à palavra que o professor indica em voz alta numa pronúncia cuidada. Uma das imagens alternativas deverá ter um som parecido com o da palavra indicada. O professor pode articular em voz alta apenas a palavra-alvo, ou pode primeiro dizer em voz alta todas as palavras e depois pedir uma delas. Por exemplo, “Aqui está um livro / um melro / uma meloa. Marca o melro.”;
- tarefas de nomeação de imagem, em que se mostram imagens correspondentes a palavras de diversos comprimentos e com diferentes estruturas silábicas, para que a criança pronuncie a palavra correspondente em voz alta. Esta atividade pode ser feita sob a forma de Jogo das Palavras Preferidas, em que cada criança escolhe a palavra de que mais gosta e depois explica porquê;
     - leitura expressiva em voz alta de textos adequados à idade e ao desenvolvimento da linguagem da criança, quer pelo adulto quer, quando possível, pelas crianças. Uma exploração desta atividade consiste em fazer o registo de imagem (fotos, vídeo) de extratos destas leituras por várias crianças (e adultos) e compor uma montagem de fotos ou vídeo da leitura expressiva da classe, que se pode expor na sala de aula ou mostrar aos pais.

Autoria: São Luís Castro          Edição: Andreia Lobo

Publicação: 22.setembro.2020

Textos Relacionados