Aprender Para Usar

5 passos para escrever palavras regulares

As características dos processos de decodificação numa fase inicial da aprendizagem

O domínio da estratégia alfabética na escrita é essencial para a progressão para níveis mais complexos de conhecimento que a estratégia ortográfica implica. A codificação, isto é, a representação da fala através das letras, deve ser ensinada e treinada assim que sejam ensinadas as primeiras letras, e, à medida que forem ensinadas novas letras, deve ir aumentando o grau de dificuldade dos estímulos (palavras ou pseudopalavras) utilizadas para o treino desta habilidade.

Objetivos

Gerais:

- Aprender e treinar a habilidade de codificação bem como estratégias de monitorização da escrita.

Específicos:
-Ser capaz de codificar qualquer palavra regular que contenha letras já aprendidas


Contexto


Material

     - 5 placas com os passos para escrever;
     - Peças móveis (Legos; fichas de plástico; pinos, etc.);
     - Espelho;
     - Lista de palavras regulares.


Contextualização

O Português é um sistema alfabético, o que significa que por cada fonema da corrente de fala que é uma palavra devemos fazer corresponder um grafema (simples ou complexo) na escrita. Para que os aprendizes sejam capazes de realizar esta operação é essencial que conheçam as letras e os seus valores fonológicos, isto é, as correspondências entre os grafemas e os fonemas, e que sejam capazes de segmentar a corrente de fala da palavra e analisar a sequência de fonemas que a constitui. A sequência de passos que esta operação implica deve ser explicitamente ensinada e treinada, especialmente nas fases iniciais da aprendizagem.


O que deve observar

Deve anotar se cada criança consegue:

     - Realizar por ordem a sequência de passos
     - Identificar os fonemas que constituem a palavra
     - Identificar as letras que representam cada fonema
     - Manuscrever a palavra
     - Ler a palavra
     - Identificar e corrigir os erros


Extensão da atividade

A tarefa pode ser repetida com outras palavras dependendo sempre das letras que as crianças já conhecem.


Diferenciação para alunos com dificuldades

Os alunos que tenham evidenciado dificuldades em aplicar os cinco passos e/ou que tenham apresentado muitos erros (pelo menos 1/4 das palavras ditadas com erro), devem repetir esta atividade em contexto de pequeno grupo - máximo (6 alunos) - realizando a tarefa de forma mais controlada por parte do/a professor/a, que em cada momento pode auxiliar a aplicar cada um dos passos de forma mais eficaz.


Autoria do recurso

- Vale, A.P. & Martins, B. (2020). Decodifica o código do cofre. In Vale, A.P. & Martins, B. (2020). Atividades e materiais para promoção da consciência fonológica e fonémica, leitura e escrita. PNL2027/ EDULOG.


Publicação: 5.julho.2021

Textos Relacionados